• Cláudia Faria

Porque deves comprar um tablet para o teu filho de 2 anos!

Hoje trago-vos o primeiro texto de um dos amigos da Flying Teapot, a Inês Ribeiro.


Começo por apresentar a Inês, psicóloga clínica que, trabalha com crianças, adolescentes e adultos e é dotada de um sentido de humor muito à moda Teapoteana.


Ora bem, o texto que se segue, escrito pela Inês, chamou-me à atenção pois tudo indicava defender princípios contrários aos que eu defendia.


No entanto, a Inês, com a sua capacidade de persuasão, fez-me mudar de ideias e agora sou eu que vou defender a necessidade de adquirires um tablet para o teu filho de 2 anos!

Vamos esquecer os livros, as figuras de animais e os jogos do Teapot e vamos apostar em tablets!!


Para perceberem melhor porque mudei de ideias, leiam a história da Maria e do Afonso, da autoria da Inês Ribeiro.


“Tens tudo? Não, falta o tablet!”


Sábado à noite.


Um casal, a Maria e o Afonso, vai jantar a um restaurante com um grupo de amigos de longa data. Juntamente com eles, levam o seu filho, Pedro, de dois anos. Isto porque os avós não se encontravam disponíveis e todas as possibilidades de babysitting estavam ocupadas nessa mesma noite.


À saída de casa, já dentro do carro e com meia hora de atraso, a Maria pergunta ao Afonso “Tens tudo?”, ao que este lhe responde “Não, falta o tablet!”.“Incrível, Afonso! Esqueces-te sempre do mais importante. Queria ver como é que ias aguentar…”, diz a Maria enquanto sai rapidamente do carro para ir buscar o instrumento poderoso que vai impedir que a noite se torne numa autêntica desgraça.


Com certeza que o leitor já percebeu que o tablet não é nem para a Maria, nem para o Afonso. Certo? É mesmo para o Pedro, o seu filho. Sei que não conhece o Pedro, mas é uma criança que tem tendência a “portar-se bem” (seja lá o que isso signifique). Por vezes, tal como é típico de uma criança de dois anos num ambiente repleto de adultos, se não tiver atenção durante longos períodos de tempo, pode ficar aborrecida. Será natural? Diria que sim. No entanto, para evitar uma gritaria dentro do restaurante, uma vergonha pública e uma ida para casa às nove da noite, é melhor levar aquilo a que chamamos de Ferramenta SOS.


Não conhece? Se tem filhos apresse-se! É o segredo para acabar com todas as birras! Prometo que não se vai arrepender!

Compre um tablet!


Para além de colocar um ponto final na inquietação do seu filho, existem ainda inúmeros extras: a sua criança corre o risco de desenvolver perturbações do sono; pode ter dificuldades em estabelecer relações interpessoais; sofrer um atraso no desenvolvimento da fala; ter menor resistência à frustração e, consequentemente, tornar-se mais impulsiva; desenvolver dificuldades na regulação das suas próprias emoções… No entanto, tirando esses pormenores irrelevantes, é a melhor aquisição de sempre!


Ah! Entretanto, não sei se estará interessado em saber como é que a noite da Maria e do Afonso terminou... Tiveram de sair do restaurante a meio do jantar porque se esqueceram das fraldas do Pedro. Na verdade... Existem situações que nem o tablet salva.


A disponibilidade, a atenção e o amor não se adquirem num ecrã.

Inês Ribeiro, hapsiness.


Achavam mesmo, mas mesmo, que eu iria esquecer os livros, figuras de animais e todas as maravilhas do Teapot?


Se quiserem seguir a Inês nas redes sociais, deixo aqui as páginas dela:

Instagram: https://www.instagram.com/hapsiness/

Facebook: https://www.facebook.com/inesribeiropsicologia


305 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo